Posts com Tag ‘Eleições’

Por Luiz Luca

À medida em que se aproxima mais uma rodada de eleições no país, desta vez presidenciais, novamente vem a baila um assunto solenemente (e estranhamente) ignorado pela grande imprensa, escrita e falada: qual o grau de confiabilidade nas urnas eletrônicas e em quem as manipula (se é que há algum)?

Como todo equipamento de informática, a urma eletrônica está sujeita à um programa e à técnicos que manipulam esse programa e transferem dados da memória para um computador com maior capacidade, encarregado de fazer a contagem dos votos.

Pois bem: quem fez o programa? Como ele funciona? Aonde é feita a extração dos dados? Por quem? Existe um “back up” (segunda memória) para um tira-teima caso esse seja necessário? Onde fica? O eleitor tem uma maneira de comprovar o seu voto e saber que o seu voto foi armazenado correta e idoneamente na urna e será contabilizado da mesma forma, idoneamente?

Se o processo é democrático e pretende-se transparente, por que tenta-se evitar, à todo custo, que o eleitor tenha uma participação mais ativa e fiscalizatória no mesmo?Leia o texto de Paulo Andrade, especialista em direito constitucional, e tire suas conclusões.

Após a atitude no mínimo suspeita do TSE, abriu-se um espaço para a dúvida de que, sob o manto da modernidade e pioneirismo do Brasil na rápida e “eficiente” apuração das votações, possa-se estar ocultando um dos mais bem sucedidos e duradouros esquemas de manipulaçao eleitoral já vistos no país.

Acompanhe o vídeo abaixo, que apesar da data permanece atual, uma vez que de lá para cá absolutamente NADA mudou:

E para encerrar, uma última pergunta que já foi várias vezes feita mas nunca respondida:

Se o sistema de urnas eletrônicas é tão moderno, revolucionário, confiável e infalível, por que quase TODOS os países do 1o. mundo o rejeitaram?

Com a resposta, você eleitor e cidadão, que vai digitar seus números escolhidos nas próximas eleições.

Link original da postagem: http://www.comubrasil.blogspot.com/

Anúncios