EUA financiam separatismo na Amazônia

Publicado: dezembro 9, 2011 em Ecoterrorismo
Tags:, , , , ,

Documentos revelam que Governo dos EUA gastaram mais de 100 milhões de dólares apenas no último ano em financiamento de separatismo em toda Amazônia.

Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID sigla em inglês) age em cooperação com a CIA em trabalhos de inteligência para desestabilização de governos não alinhados com as políticas dos EUA.

USAID é patrocinadora direta da DemocracyCentre, Avaaz e Amazon Watch, três principais ONGs fundadas por interesses norte-americanos (Rockefellers, Fundação David e Lucile Packard, Fundação Ford, George Soros só para citar alguns) que lideram campanhas internacionais em toda Amazônia, seja em Belo Monte no Brasil ou na Bolívia, Equador e Venezuela.

O principal interesse está na privatização de florestas, a expansão de combustível fóssil e em pequenos territórios  autônomos. Tudo através de (esmolas) compensações financeiras recebidas diretamente para os habitantes em troca de “emissão de carbono”.  É chamada esta política de  REDD (Redução de Emissões por Desflorestamento e Degradação).

No vídeo abaixo chefe Yawalapiti líder do Alto Xingu fala sobre a manipulação. Natureza, florestas e indígenas estão a venda?

Mais das metade da reserva mundial de lítio está na amazônia boliviana. O lítio está presente em 90% dos notebooks, 80% dos celulares, nas baterias dos carros híbridos.

 A Bolívia recentemente passou por distúrbios orquestrados para desestabilizar o governo. Morales sobreviveu aos protestos e anunciou que “O Acordo do Povo”, criado na Conferência Mundial de Mudanças Climáticas e Direitos da Mãe Terra servirá para guiar futuras decisões como estas.
Em documentos do WikiLeaks é demonstrada preocupação dos EUA em minérios raros no Brasil. Veja reportagem (ridícula) abaixo:

Documentos da ABIN (convenientemente vazados) mostram que uma das ONGs contra a usina de Belo Monte, a Xingu Vivo é financiada pela mesma Amazon Watch, (e esta por sua vez pela USAID.)

Belo Monte é um projeto megalomaníaco da Era militar e parte da política do Governo Roussef de “sub-imperialismo”, um Estado de oligopólios industriais com financiamento estatal.

Além disso Belo Monte é luta territorial. É força. Mais do que a terceira maior hidroelétrica do mundo, é símbolo de soberania nacional em uma área cobiçada pelo estrangeiro por deter as maiores riquezas do planeta Terra.

Anúncios
comentários
  1. Kernell disse:

    Alguém os e-mails das “GLOBAIS”? Mas elas sabem oque estão acontecendo…

  2. twitter.com/wnobuo disse:

    Faz me rir esse portal! A Hidroeletrica é vital pro nosso crescimento e não projeto megalomaniaco!

  3. dunhill3737 disse:

    Olá Willian Nobuo de Araxás!
    Este seu sobrenome tem alguma relação com o Nióbio(Brasil tem 90% das reservas mundiais) que extraído aí e vendido a preço de banana com cotação em Londres?
    A Hidroelétrica é um projeto gigantesco, megalomaníaco comparável as pirâmides egípcias, pois são números absurdo.
    Poderiam ser feitas pequenas hidroelétricas por todo território nacional com o mesmo dinheiro gasto, menos impacto ambiental e seguindo as nossas necessidades energéticas e de crescimento.
    Mas não teria o mesmo impacto político e simbólico, como Belo Monte tem.
    Abraços!

  4. Torronidas da silva disse:

    Po cara, isso já stá sendo orquestrado desde quando o primeiro missionário pisou naquele matagal. Se os gringo não se apropriarem de lá, vão ser os plantadores de soja e os bovinocultores que vão mandar em tudo…alias, eles já mandam.
    Té mais

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s