A obscura “PACIFICAÇÃO” no Rio de Janeiro

Publicado: julho 8, 2010 em Brasil, Política
Tags:, ,

Exemplo de Unidade Pacificadora Policial: um conteiner.

A idéia é ótima: em vez da polícia subir, distribuir tiros e descer dos morros. Ela chega, invade e permanece nas comunidades. Uma verdadeira vitória para muitos especialistas que criticavam as operações policiais que por não permanecerem nas comunidades acabavam perpetuando a influência dos bandidos no local.

O planejamento: começar na Zona Sul, a área nobre do Rio de Janeiro, onde está a mídia corporativa e os bacanas. Inicialmente instalar as tais UPP na Zona Sul e assim partir para outras regiões.

As mil maravilhas, muitas UPPs com seus conteiners foram instauradas. Estranhamente sem ao menos NENHUM tiro disparado. Como bandidos que por décadas mantinham controle de tais áreas cederam sem lutar?

Mais estranho é quando iniciaram a próxima etapa, partindo para Zona Norte contrariando o planejamento inicial e deixando as principais comunidades da ZS ainda nos domínios de traficantes. Destacando-se a maior favela da América Latina, a Rocinha e um grande ponto de venda de drogas no Flamengo, Morro Azul.

Seria o fato da Rocinha e Morro Azul estarem atualmente sob influência da facção criminosa ADA, Amigos dos Amigos? Esta indagação é relevante ao se notar que as UPP até então só chegaram em locais de influência do Comando Vermelho, rival da ADA. Existiria algum acordo com o Comando Vermelho? Como a maior e mais tradicional facção criminosa cedeu sem lutar, sem se entregar, sem prisões? E para onde eles foram?

A Rocinha sem UPP e com o ADA é ainda agraciada com obras federais do PAC. Para o ADA não há nenhum problema nas grandes obras realizadas recentementes. Para o Governo Cabral e suas UPPs também não há problema em tocar tais obras em favela comandada por facção criminosa.  O ADA, conhecida como a mais violenta das facções, aparentemente não teme uma possível UPP. Deveria?

Os questionamentos não param. E informações chegam de que o tráfico de drogas continua a toda até mesmo em comunidades com as tais UPPs. A menos de 100 metros do container da UPP, uma verdadeira “Feira de Drogas” como no flagrante abaixo publicado na mídia corporativa recentemente:

No vídeo abaixo o ex-integrante do BOPE, Rodrigo Pimentel alerta de que as UPPs acabam com o tráfico ARMADO e não com o tráfico de DROGAS.

Se todos os traficantes abandonassem suas armas a sociedade agradeceria. A mesma sociedade que financia as facções criminosas com seu vício por drogas. Mas a realidade das UPP é bem diferente e obscura se comparada a propaganda eleitoral do Governador Sérginho Malandro Cabral.

O jingle para reeleição de Sérgio Cabral aliás é “Nós estamos Juntos”.

“Nós”, quem?

Anúncios
comentários
  1. Eliete Jacobina disse:

    Hoje, 26 de outubro de 2010, sou moradora de Nova Iguaçu, e nunca me senti tão perto da violência. A violência Zero tem efeito inverso onde as mídias não mostram, onde ninguém quer gravar filme, onde o turista não quer conhecer. Estou falando da Baixada Fluminense, lugar só lembrado na hora das promessas. Lugar que era bom para morar, por ser de difícil acesso e por poucos conhecerem, a minha Baixada sempre foi boa, segura, lugar para criar os filhos, lugar de paz. Mas ontem, chegando no bairro, o comércio fechado por ordem de bandido do morro do Macaco, fiqui sabendo que em Queimados, município vizinho, o C. V. está pixando muros, mas não são pixadores comuns, são homens carregando fuzis.

    Nós não precisamos de UPPs. A UPP foi criada para resolver o problema dos morros cariocas e não transveri-los para cá e depois dizer que aqui precisa de ajuda também, mas que será depois da “passificação dos morros”.

    O problema dos morros é sistemático e político.
    Podem nos deixar esquecidos de tudo, OK! já estamos acostumados. Agora a “merda carioca” e “merda fluminense” cada um que use a sua privada.
    Não aceitamos o produto do vizinho!!!!!!!!!!!!
    Pode vir a Copa e a Olimpíada, mas mostrem a sua cara nua e crua, sem maquiar a verdade!

  2. […] A obscura “PACIFICAÇÃO” no Rio de Janeiro […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s